segunda-feira, setembro 05, 2005

Consequências económicas

LA Times

Diário Económico: «O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Enrique Iglesias, disse hoje que não prevê que o furacão 'Katrina' tenha grande impacto sobre as economias da América latina, para as quais estima um crescimento de 5%, ou mais, em 2005.»

Diário de Notícias: «O custo dos prejuízos provocados pelo Katrina poderá ultrapassar os 100 mil milhões de dólares, e as seguradoras deverão ser obrigadas a pagar 35 mil milhões de dólares, segundo as estimativas de uma empresa especializada na gestão de catástrofes, Risk Management Solutions (RMS).»

Guardian Unlimited: «O furacão serve para recordar que o petróleo costuma encontrar-se em locais difíceis. Quando não é a instabilidade política do Médio Oriente ou o risco financeiro da Rússia, é o Katrina.»

Financial Times: «Parte do problema é a própria magnitude dos danos, que ainda não foram totalmente avaliados. Existem também as fragilidades económicas subjacentes a uma região emprobrecida que depende de umas poucas indústrias chave. No pior dos cenários, alguns economistas especulam que muitos negócios e cidadãos poderão decidir simplesmente pegar no dinheiro do seguro e começar de novo noutro lugar, em vez de reconstruir.»

Economist's View: «A economia dos EUA deve sofrer apenas um "modesto" impacto do furacão Katrina, embora as regiões directamente atingidas venham a sofrer, disse um quadro superior da Casa Branca.»

1 comentário:

C. Indico disse...

As pessoas estão mal, mas a economia está boa.