sexta-feira, agosto 05, 2005

Econofísica

Área de investigação resultante da cooperação entre economistas, matemáticos e físicos, aplicando ideias, métodos e modelos de Física Estatística e da Complexidade para analisar e quantificar dados decorrentes da actividade económica.

Recentemente, diversas teorias da física, como a teoria da turbulência, "scaling", "random matrix theory" e/ou Grupo de Renormalização, têm sido aplicadas à economia, dando um considerável impulso nas técnicas modernas da computação em análise de dados, "risk management", mercados artificiais, macroeconomia, etc.

Alguns textos:
  • Econophysics: The emergence of a new field?
  • Research in Econophysics
  • Econophysics: The emergence of a new field?
  • Econophysics: A simple explanation of two-phase behavior
  • An Introduction to Econophysics: Correlations and Complexity in Finance (primeiras páginas do livro referido abaixo)

    Alguns livros:
    An Introduction to Econophysics: Correlations and Complexity in Finance New Directions in Statistical Physics: Econophysics, Bioinformatics, and Pattern Recognition The Mathematics of Financial Modeling and Investment Management
    The Monetary Theory of Production Theory of Financial Risk and Derivative Pricing Patterns of Speculation: A Study in Observational Econophysics

    Alguns links:
  • econophysics.org
  • Econophysics Forum
  • Is Econophysics a Solid Science?
  • Physics of Econophysics
  • 3 comentários:

    Anónimo disse...

    Os meus parabéns há cada vez maior qualidade do seu blogue. E também por seriar umas novas abordagens que surgem no campo academico, na investigação económica.

    Esta "nova" econofísica vem ao encontro do cada vez maior número de estudos que pretendem "ver o mundo" com outros olhos, que não os tradicionais.

    Nesta questão da economia-física (e daí a cada vez maior importância da interdisciplinaridade na ciência) há uma abordagem interessante que gostaria de realçar. A astrologia financeira.

    Conheço e tenho dificuldade em compreender a astrologia financeira, embora saiba da existência de numerosos investidores e gestores de activos que a usam, e pelos vistos com sucesso.

    Na minha actividade profissional encontro o uso cada vez maior de instrumentos diversos e, muitas vezes, "bizarros", no sentido de usar eficientemente os recursos disponiveis. E uma delas é a "astrologia financeira".

    Aqui há uns anos conheci um arquitecto que usava astrologia védica no seu trabalho. Além disso usava a astrologia védica para investir e especular nos mercados financeiros. Sempre senti estranheza nos seus métodos, embora não os discutisse. Até ao dia que o homem teve a amabilidade de me oferecer um "mapa astrológico" hindu... Quando vi o mapa (um gráfico qualquer que representava uma relação qualquer entre planetas e suas conjugações) notei logo que conhecia aquele gráfico de algum lado.

    Fiquei muito surpreendido como reconheci aquele gráfico. E nunca fiz ou sequer conhecia gráficos astrológicos. Mas conhecia aquele gráfico e aqueles padrões de comportamento visiveis no mapa. Só não sabia de onde.

    Até que se me fez luz! (Uma espécie de Eureka!!!) Aquele gráfico parecia-se muito com os ciclos económicos e bolsistas do índice Dow Jones Industrial Averagedo século XX. O que me "chocou"! Isto é, de facto já conhecia aquele gráfico astrológico, mas sob outro aspecto. O que me intrigou bastante.

    Ainda hoje me espanta algumas semelhanças entre alguns mapas astrológicos e os gráficos bolsistas. Devido aos padrões semelhantes encontrados.

    Infelizmente não percebo patavina de astrologia, por muito que leia, estude e investigue. Já li alguns bons trabalhos na área da astrologia financeira, mas sempre esbarrei nas minhas incapacidades em criar e entender mapas astrológicos. Daí que pouco mais avancei em termos de conhecimento.

    Mas lendo e contactando quem se debruça sobre a astrologia, uma das coisas que aprendi logo foi: a astrologia é apenas o estudo da influência dos astros nos seres vivos, nomeadamente nos seres humanos. E alguém me disse: a verdadeira astrologia é compreender a própria astronomia, biologia, física, química e psicologia transpostos para a interpretação dos padrões de comportamento dos seres vivos.

    Uma das obras mais interessantes que li foi uma obra de dois investigadores, que se debruçaram sobre a possível influência dos astros no comportamento humano no mercado de capitais. Ou seja, os chamados noise traders afectados pelos astros ou fenómenos físicos.

    Os autores são Anna Krivelyova do Boston College e Cesare Robotti do Federal Reserve Bank of Atlanta e o paper é: Playing the Field: Geomagnetic Storms and the Stock Market.

    Estes investigadores comprovam que durante tempestades geomagnéticas o comportamento do mercado gera retornos "anormais", e que os chamados "noise traders" tornam-se pesimistas e as vendas de activos são muito maiores. Ou seja, o mercado de capitais é afectado pelas tempestades geomagnéticas.

    Concluindo o meu comentário. Sinceramente não me sinto capaz de aplicar algumas das recentes aborgagens da economia em interdisciplinaridade com outras disciplinas e o uso até das mesmas metodologias usadas nas chamadas ciências naturais exactas na economia. Mas que há um maior interesse em abordar o mundo nessa perspectiva divergente das radicionais, há. Ainda bem. Talvez venhamos a descobrir coisas curiosas. E desconcertantes. :-)

    Obrigado pelo seu excelente blogue.

    J.A. disse...

    Obrigado pelo comentário.

    Nunca tinha ouvido falar de astrologia financeira; busquei pela net e encontrei esta senhora, Georgia Stathis, e os seus livros "Business Astrology 101: Weaving the Web Between Business and Myth" e "Civilization Under Attack", este último em co-autoria, pois lá se diz que "foi escrito por alguns dos melhores escritores de astro-economia, logo após o 11 de Setembro". Diz ainda que a informação contida neste livro "não tem preço", o que é certamente preocupante para qualquer economista.

    Ali também se explica a diferença entre a "Astrologia dos Negócios" e a "Astrologia Financeira", as quais, "sendo embora similares, são muito diferentes, porque a Astrologia dos Negócios foca mais na formação, delineamento e planificação de empresas."

    Outros meios disponíveis são os e-books: "The ISBA Book on Business & Financial Astrology", e as cassetes-audio, como a dedicada a "Integrate the Web of Business and Myth". Quanto a esta, escreve a astróloga que "as mais antigas histórias apresentam uma surpreendente correlação com a contemporânea análise astrológica de negócios".

    Tudo isto se encontra num site muito apropriadamente designado como "Ciclos Estrelares":
    http://www.starcycles.com/

    Não posso dizer que me tenha impressionado muito esta abordagem - pareceu-me apenas astrologia corrente adaptada à linguagem dos negócios - mas passei um bom bocado a percorrer o site. Prometo voltar ao assunto.

    dos ∫antos disse...

    J.A., obrigado pelos links importantes. É curioso que o seu blogue que refira este assunto (razão pela qual lhe fico grato). A ligação entre os sistemas físicos e a economia foi a culpada pelo início do meu interesse sobre o liberalismo económico. E agora aqui estou eu, envolvido em processos de “evangelização político-económica” ultimamente. =)

    Creio que o grande problema das pessoas é não terem acesso à informação (e pouca gente fazer por isso). Parabéns pelo seu blogue.

    Fiz uma referência ao seu artigo no meu. Cumprimentos.