terça-feira, dezembro 14, 2004

Isto é consigo:


«O governador do Banco de Portugal afirmou que as receitas extraordinárias a que os Governo recorreram nos últimos anos não passaram de simples maquilhagem financeira sem qualquer impacto na economia.(...) Vítor Constâncio sublinhou que o défice orçamental, excluindo as receitas extraordinárias, chegará aos cinco por cento este ano e em 2005.»
Há quem ache que isto é um recado para o Governo. Eu penso que é um recado para os portugueses.

3 comentários:

mfc disse...

Estou completamente de acordo, mas gostava de saber porque é que Constâncio só fala agora???
Durante 2 anos exerceu o cargo???!

LA disse...

Devemo-nos lembrar do currículo político de Vítor Constâncio. Os anos como SG do PS e a derrota eleitoral contra Cavaco Silva. Talvez ajude a enquadrar as suas análises.

J.A. disse...

Creio que Vitor Constâncio nunca deixou de dar as más notícias, mesmo durante os governos de Guterres. Tanto quanto me recordo...