sábado, maio 21, 2005

Crédito em contra-ciclo ?


O crédito ao consumo deu sinais de aumento no início de 2005 - isto apesar da situação de indefinição política que se viveu naquele período; que venham os teóricos das expectativas e expliquem tal fenómeno.

O crédito mal-parado, pelo contrário, diminuiu. (Diário de Notícias)

1 comentário:

António disse...

A concorrência entre os bancos talvez explique o fenómeno (atribuição de cartões de crédito sem rigor). O facto dos cidadãos pedirem mais crédito, quando se regista quebra nas vendas de bens duradoiros, isso poderá significar que os portugueses se estão a endividar no crédito ao consumo de bens essenciais como alimentação, o que é trágico.
A redução no crédito mal parado não é muito convincente. Sabemos que os bancos usam algumas "habilidades" para mitigarem o "mal parado" de acordo com os seus interesses. Antes de entrar no "mal parado" muito crédito faz viagens por contas de "operações especiais - recuperação" que de facto são "mal parado" ou até irrecuparável.
Como os dados empíricos não dão garantias não permitem que a teoria seja refutada.