sexta-feira, dezembro 24, 2004

Natal


Véspera de Natal. O que se poderá escrever, num dia assim, num blog de economia?

Penso por vezes se esta azáfama dos últimos dias não será uma antecipação do futuro: todos os dias ocupados em adquirir prendas para familiares e amigos - pelo menos nesta privilegiada parte do mundo.

Ontem, em Lisboa, esta imagem: um grupo de vendedores da revista Cais descansava à beira da estrada, sobre um pequeno triângulo de relva no meio de um cruzamento; uma miúda afastava-se do grupo, a chorar, amuada, com o braço direito sobre a face; quando chegou à beira da estrada, parou; o pai aproximou-se, elevou-a nos braços carinhosamente e trouxe-a de volta ao grupo; depois o semáforo abriu e o trânsito retomou a vertigem da velocidade.

Um bom Natal para todos! Votos de felicidades para aqueles que a mão invisível coloca à beira da estrada!

2 comentários:

Rui disse...

Uma ultima frase muito bem conseguida.

Feliz Natal

Joao Pedro Dias disse...

Um Santo e Feliz Natal. Cumprimentos amigos. JPD