terça-feira, maio 31, 2005


«E dele [rótulo dos "boys"] não conseguimos livrar-nos nunca quando olhamos para a administração da Galp e lá vemos Fernando Gomes. Aqui não pode tratar-se de confiança política, porque estamos a falar de uma empresa cotada em bolsa. Nem tão pouco de especial «know-how» do senhor sobre o sector, onde estará ao nível de uma boa percentagem da população portuguesa. Alguém que explique então, sem se rir, que qualificação, além do cartão partidário que tem na carteira, levou Fernando Gomes para a petrolífera.»

Paulo Ferreira - Jornal de Negócios

1 comentário:

Luís disse...

A única qualificação que Fernando Gomes leva, é a côr política. Infelizmente em Portugal, a côr política basta para se ser gestor público, remetendo para segundo plano as qualificações técnicas.