terça-feira, janeiro 18, 2005

Feira da Ladra


À medida que se vão conhecendo os programas eleitorais cresce o sentimento de que tudo não passa de uma grande feira-da-ladra (no duplo sentido etimológico). As propostas parecem feitas apenas para captar votos e não existe qualquer lógica de integração numa estratégia coerente.

O economista Frasquilho, por exemplo, garantia que o PSD iria baixar o IRC; agora o programa do seu partido já diz que não baixa, mas o homenzinho continua a dar entrevistas como se nada fosse.

Em termos de propostas económicas o PS não faz melhor figura: as promessas de criação de emprego não são sustentadas em nada de consistente, apenas números atirados para o ar.

No meio de tanta patetice o CDS ainda se arrisca a parecer o único que sabe fazer contas; só por estar calado já faz melhor figura.

1 comentário:

abf disse...

Agrora imagine-se ir a uma feira da ladra comprar artigos para mobilar uma casa que se quer nova, renovada, para o futuro!