quinta-feira, dezembro 23, 2004

Tribunal de Contas apanha nota negativa


O Tribunal de Contas arrasou mais uma vez (isto dura há décadas) a Conta Geral do Estado, mas desta vez com o "picante" de se ter aventurado a calcular o défice e, imagine-se, a pôr em dúvida essa grande vitória nacional que foi o cumprimento dos limites para o défice, obtida in extremis (a tal coisa em que os portugueses são exímios: deixar tudo para a última hora safando-se à custa do "desenrascanço").

Manuela Ferreira Leite não achou graça e resolveu dar uma lição de economia pública ao TC:
«A avaliação do TC é feita na óptica da contabilidade pública, enquanto o défice apurado e reportado a Bruxelas é calculado em contabilidade nacional. A diferença é que a contabilidade pública corresponde a uma óptica de caixa, enquanto a contabilidade nacional - a que conta para Bruxelas - é na perspectiva dos compromissos.»
Será que o Tribunal de Contas não sabe a diferença entre conta de gerência e conta de exercício ? Ficamos a aguardar o contraditório...

1 comentário:

N Henriques disse...

Meu caro JA
Se me permite a sugestão e sobretudo o pedido.
Agora que tanto se fala do défice e da incompetencia, seria interessante que nos recordasse o valor dos défits, ano a ano, no tenpo dos governos de Cavaco Silva e Manuela Ferreira Leite.
É que a nossa memória é curta.
NH